Previous Entry Share Next Entry
josé fonseca e costa
rosas
innersmile
Ainda este verão tive oportunidade de rever, numa das sessões ao ar livre organizadas pelo cineclube, Kilas o Mau da Fita, cujo realizador, José Fonseca e Costa, faleceu ontem.

Para além de Kilas vi ainda mais alguns filmes do realizador, sempre nos anos oitenta: Sem Sombra de Pecado, Balada da Praia dos Cães, e a Mulher do Próximo, são os que me lembro. Foi uma época em que vi muito cinema português e, de certa maneira, isso deveu-se precisamente a Fonseca e Costa e ao Kilas, um filme que marcou a minha relação com o cinema português, por razões que percebi melhor agora, quando o revi.

Uma dessas razões é a cinefilia de Kilas. Outra é o trabalho do texto. E outra ainda são os actores, em particular Mário Viegas e a Lia Gama, que entraram em vários filmes do realizador; mas também Raul Solnado, a quem Fonseca e Costa deu um papel dramático, talvez dos primeiros, e apesar de tudo raros, da sua carreira, e que se tornou uma das marcas inesquecíveis da Balada.

  • 1
Não conheço. É uma realidade cinematográfica que não faz parte do meu universo, é mau eu sei mas não podemos ver tudo o que há nesta vida :-p

e cada um vê o que gosta e o que pode :)

  • 1
?

Log in

No account? Create an account