Previous Entry Share Next Entry
14
rosas
innersmile
O innersmile faz hoje 14 anos.

Por um lado não tenho muito mais a acrescentar ao que aqui escrevi, a este propósito, noutros anos, e sobretudo àquilo que escrevi, há umas semanas, sobre um certo cansaço que por vezes sinto em relação a este formato, agravado por se tratar de um exercício cada vez mais solitário. Mas quanto a este ponto, nem vale a pena estar a bater mais no ceguinho, é mesmo assim.

Mas por outro continua a dar-me um imenso prazer escrever, e, como também já mencionei, escrever aqui já faz parte da minha relação com o mundo; este diário online é uma espécie de portal que me ajuda a perceber o mundo e a vida (ou mesmo que me ajuda a não perceber...) e de certo modo a devolver aquilo que processo.

Este último ano foi muito difícil, dos mais difíceis e dolorosos da minha vida (só ao nível de 1983 e 1984, os anos que vivi sob o signo do cancer!) Por isso o innersmile talvez nunca tenha sido tão confessional e íntimo como nestes últimos meses. Não é coisa que me agrade inteiramente, mas provavelmente o facto de haver cada vez menos pessoas a lê-lo tenha também contribuído para um certo exercício de exposição. Hoje em dia as coisas estão melhores, ou o equilíbrio é outro, e se por um lado já não há razão para tanto confessionalismo, por outro ficou o hábito de vir aqui reflectir, não só sobre o que se passa à minha volta, mas também sobre o que se passa cá dentro.

Um relatório e contas de uma empresa ou organização, sendo um balanço do que ficou para trás, é sempre, de certa maneira, igualmente uma ponte para o futuro, uma perspectiva de evolução. E é engraçado porque acho que nunca fiz aqui profissões de fé, nunca disse ‘a partir de agora isto vai ser assim ou assado’. Porque sendo um exercício muito colado à mão é necessariamente o reflexo dos movimentos dessa mão. Regista os sítios por onde andou; mas nunca sabe muito bem os lugares para onde vai.

  • 1
14 é um número assim pó comprido. Parabéns Obi Wan! ;)

é assim mesmo, jovem Padawan

Sou fã do reflexivo e do confessado. Não é nem uma novidade. E sou teu fã - e agora sim te surpreendi, hã?

Parabéns! Quero mais 14! Não faço por menos.

Acompanho-te nesta caminhada, assim não te sintas totalmente solitário. E parabéns, olhando para frente! Forte abraço

é muito bom ter-te nesta caminhada, sempre

Parabéns!

(Anonymous)
Dei por mim a pensar que se faz já 14 anos, então eu faço uns 7 como leitor. Por isso, de certa forma, acompanhei metade da vida do innersmile. E se é verdade que nem sempre ele nos faz sorrir, é certo que nos vai dando o conforto de contar com ele. Por nós, nunca desistas. Mas só se for por ti acima de tudo.
Um sincero abraço de parabéns

pedro - pedrices

vamos andando, Pedro. Abraço

WOW 14 anos? Sim senhor estás mesmo de parabéns. Só recentemente é que passei a ler o teu blog, eu sigo um pouco e tudo em termos de blogs, por vezes uns focam os mesmo temas, mais ligeiros, outros mais engraçados, no entanto também preciso de algo mais, e felizmente também os há, como é o caso do teu. É como se o meu EU estivesse repartidos por uma infinidade de blogues, daí que comente e ainda não consegui fechar o meu. Um dia!

é, são muitos anos a escrever sempre a mesma coisa eheh ;)

são muito poucos os blogs que leio sempre, e o teu é um deles. e esses estão numa aplicação tipo reader, para os poder ler mais facil e regularmente. depois vou lendo outros mais ao sabor dos links que vou encontrando.

Muitos parabéns! És um veterano já!

sou velho, isso sim :)

Parabéns, parabéns!!
Os velhos hábitos são difíceis de deixar, né ?
:D
Fazes parte desta realidade, nada a fazer.
Bjs e mais 14 pelo menos ;)

faço parte da mobília, queres tu dizer :)

parabéns, Miguel.
:) bjs para ti e festas para o Juju.
mudei de portátil e não sei a password, bem, assino por baixo :)
margarida

é assim Margarida, 'eu cá vou andando, vou apenas andando' como dizia uma canção velhinha do grande Palma :)

Muitos parabéns ao blogue e a ti. Creio que começaste numa época em que o mundo dos blogues começava a despontar e em que a internet não assumia a importância que tem actualmente. Catorze anos num meio virtual representa muito.

um grande abraço.

então, como agora, sempre pelo gozo de escrever, há 14 anos não havia blogger nem wordpress e muito menos sapo e outras plataformas para instalar blogs. o livejournal foi a primeira que encontrei e estou cá desde sempre :)

Também não sou a maior fã do confessionalismo, mas além da reflexão que ajuda a dar um pouco de sentido (o possível) às coisas, até eu admito que às vezes um comentário muito simples, um "um abraço", talvez nos ajude a sentir um pouco menos sozinhos. É pelo menos a esperança que tenho.

De resto, parabéns pelo 14º aniversário. Como sempre, não me canso de o dizer: é um gosto acompanhar-te.

é muito difícil resistir à tentação da confessionalidade. e, como muito bem referes, o 'abraço' dos amigos é sempre reconfortante e compensador.

Eu não poderia deixar de dizer: presente!
De"férias" (penso que definitivas) da blogo, não deixo de ler certos blogs e agora estou a ler o teu - já tinha 18 posts de atraso... - e sinto alguma nostalgia.
E também saudades tuas, Miguel. Quando apareces cá baixo?
Parabéns pela "adolescente" data de um dos melhores blogs que me foi dado conhecer.
Abraço grande.
João

obrigado João. Também tenho muitas saudades dos nossos encontros.

  • 1
?

Log in

No account? Create an account