Previous Entry Share Next Entry
hiato
rosas
innersmile


"Deixaram poucas marcas atrás de si. Quase anónimas. Não se destacam de certas ruas de Paris, de certas paisagens de arrabalde onde descobri, por acaso, que haviam morado. O que se sabe deles resume-se amiúde a um simples endereço. E esta precisão topográfica contrasta com o que ignoraremos da sua vida para todo o sempre - esse hiato, esse bloco de desconhecido e de silêncio."

- Patrick Modiano, DORA BRUDER (Porto Editora)


Os meus pensamentos vão hoje para o meu amigo Bruno, para quem o mundo, neste momento, não pode deixar de ser um vasto desamparo. Ao seu lado, era o único lugar onde hoje faria sentido eu estar.

  • 1
Mais uma vez me vem à lembrança essa patética frase de autor desconhecido, que conforta embora incomode: "muito triste estava por não ter sapatos mas alegrei-me ao encontrar um homem sem pés"...

a vida é assim, há sempre quem esteja pior do que nós

tocante.

luis galego

obrigado, pela visita e pelo comentário

Coragem para o Bruno e um abraço para ti, Miguel.

um abraço Mark, obrigado

Obrigado, Miguel, ao meu lado estás, já que o oceano não é tão grande quando a nossa amizade. Sim, o mundo desabou de forma nunca imaginada. Mas tenho fé que dos escombros novos sonhos serão construidos. Ajudemo-nos, amigo, nesta caminhada. Ambos ainda temos muito a caminhar, apesar das dores.

claro que sim, Bruno, temos um longo caminho, e muito do prazer é mesmo esse: o caminho é longo, e vamos fazê-lo sempre juntos, à vista um do outro

Obrigado Mark, pois nem sei de onde vem a coragem...

  • 1
?

Log in

No account? Create an account