Previous Entry Share Next Entry
veio frio
rosas
innersmile
Pouca disposição para escrever e falta de assunto. E um acesso dificultado à net que não ajuda à festa.

Na sexta-feira fiz anos. Pela primeira vez, pelo menos de um modo muito consciente, um certo sentimento de vitória: chegar aqui foi difícil. Claro que é mais fácil dizê-lo do que fazê-lo, mas, à vista do que têm sido os últimos anos, e do que aconteceu há quase trinta e cinco, cada ano é mesmo uma conquista. Quer dizer, não é caso para grandes exultações, a vida é assim, e é assim para todos, mas fintar os obstáculos e ir pondo bandeirolas pelo caminho, compensa-nos por um certo sentimento de que o melhor já passou.

Há pouco, estava sentado no carro, na garagem, a pensar como a minha vida seria outra se tivesse elevador, em vez de ter de subir quatro andares a pé. Um bocadinho como no poema de Álvaro de Campos: “Serviram-me o amor como dobrada fria”. Ou aquele outro: “Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.”

Até agora tive uma única prenda de aniversário: num papel de embrulho de um hipermercado, uma embalagem de after shave, produto que não uso e nunca usei.

“Mas, se eu pedi amor, porque é que me trouxeram
Dobrada à moda do Porto fria?”

  • 1
Feliz aniversário aqui também, meu caro 😉

  • 1
?

Log in