Previous Entry Share Next Entry
mas liberdade
rosas
innersmile
Adoro esta canção do Edu Lobo, que nunca foi cantada como foi pela Elis, e, imho, nunca como nesta gravação no festival de Montreux, a minha preferida.

E aqui fica hoje à maneira de Bye-bye Obama. Não sei se foi o meu Potus preferido (fui um Clinton boy), mas foi seguramente o mais interessante, inspirador e excitante dos Potus do meu tempo.
E acho (temo será mais o termo) que vai ser recordado com saudade.

"Valentia, posso emprestar, mas Liberdade só posso esperar"


?

Log in