Previous Entry Share Next Entry
espanha
rosas
innersmile


Apesar de a própria autora assumir, logo a abrir, que este é um livro datado, não deixa de ser uma aventura intensa percorrer com a prosa erudita e elegante de Jan Morris os caminhos, as cidades, os rios, a história e a geografia de Espanha.

A nota de abertura tem a ver com o facto de a Espanha apresentada no livro ser essencialmente a que reflectia o longo e autocrático consulado do Generalíssimo Franco, e é inegável que por vezes temos a impressão de que o olhar de Morris se deixou influenciar demasiado por essa circunstância.

Mas nada disto diminui o prazer da leitura, a descoberta de que o olhar da autora nunca é o mais óbvio, e que esse olhar é sempre perspicaz e preciso, com rara atenção ao detalhe e marcado por um invulgar insight.

Tudo características, às quais se acrescentaria o sentido de humor, a ironia, o gosto pelo que é genuíno e surpreendente, que são familiares em Jan Morris que é, primeiro, uma das mais extraordinárias escritoras de viagens contemporâneas, e, depois, uma das maiores escritoras actuais em língua inglesa.

  • 1
Nunca li nada desta senhora.
Que livro de viagens aconselhas para começar?
Abraço

dos quatro livros que li dela, o Cunundrum é uma memória do seu processo de transição de género, e o Hav é um livro de viagens inventado. De viagens mesmo sobram este e o Veneza, que eu recomendo, é um livro fabuloso (mesmo para mim, que não conheço a cidade). Também foi publicado nesta colecção.

https://www.goodreads.com/book/show/10192267-veneza

http://www.tintadachina.pt/book.php?code=147af4f07475bab94188723a4f17cffc

Edited at 2016-07-01 03:43 pm (UTC)

Vamos então a Veneza!!! :D
Obrigado.

  • 1
?

Log in

No account? Create an account