Previous Entry Share Next Entry
cabo verde 5/8
rosas
innersmile


22 março

Na cidade da Praia, capital de Cabo Verde. Pequeno almoço às 7, às 8 estava no aeroporto Amílcar Cabral. O voo do Sal para Santiago dura pouco menos de uma hora, a bordo de um ATR72, um avião com motores a hélice, com duas cadeiras de cada lado do corredor; como os Friendship da minha infância. Neste voo doméstico praticamente não havia turistas, e nós como que nos diluimos na normalidade (se não fosse pelos calções e pela pele rosada do escaldão!)

Almoçámos na esplanada do restaurante Avis, na Avenida 1 de Junho, a rua pedonal que marca o centro do Plateau, e que tem um movimento constante de peões e vendedores (o mercado está fechado para obras, e por isso as zonas adjacentes transbordam de comércio de rua), lojas, cafés, museus. Apesar de pequena, pouco mais de 130 mil habitantes, a cidade respira o ambiente de uma capital, e temos finalmente a sensação de estar em África.

O Plateau, ou Planalto, é a zona central da cidade, onde se concentram os serviços públicos, e é uma cápsula no tempo, remetendo-nos constantemente para o estilo e a arquitectura das cidades coloniais portuguesas. Em especial a praça Alexandre Albuquerque, com o Palácio da Presidência (antiga residência do governador), o Quartel Jaime Mota, o miradouro e a estátua do ‘descobridor’ Diogo Gomes (com vista para o Ilhéu de Santa Maria e a zona da Prainha, onde fica o hotel), o belíssimo edifício da Câmara Municipal, e a Igreja de Nossa Senhora da Graça.

Foi bom visitar a igreja, principalmente por ser a hora a seguir ao almoço, em que está quase vazia. Poucos crentes (uma rapariga a tocar com as mãos nos pés da imagem de Nossa Senhora de Fátima), algumas pessoas a limpar e a preparar o igreja para a Semana Santa.

Corremos detalhadamente três das ruas do Plateau. Gostei muito da Avenida Andrade Corvo, com uma exuberante arquitectura dos anos 50 e 60, os prédios baixos, construídos para o comércio, e com os andares superiores para escritórios ou moradias. Lourenço Marques ou mesmo Nampula estavam cheias deste tipo de prédios. Ao fim da avenida, na Praça Luís de Camões, fica um edifício, que creio ser a reitoria da Universidade de Cabo Verde, fantástico, com laminas verticais de cimento pintadas de branco.

Percorremos igualmente a Avenida Amílcar Cabral, que parece ser assim uma espécie de rua de trás deste bairro do Plateau, por onde circula o trânsito, onde param os transportes que servem os bairros afastados do centro, uma avenida larga, com um movimento constante, a vibrar de comércio e escritórios. Abordagens frequentes a perguntarem se queríamos trocar dinheiro; talvez por estar todo rosado, as pessoas dirigiam-se a mim em inglês, e ao Bruno em português.

Gostava muito de falar desta cidade, de a descrever, de falar deste bairro elevado e central por cujos edifícios escorre a história de um país ou mesmo de dois ou mais países, com a pessoa que melhor compreenderia o meu fascínio e a sua natureza: a minha mãe. E de alguma maneira foi isso que fiz, nos tranquilos momentos em que estive na Igreja de Nossa Senhora da Graça.

Fomos jantar na Churrascaria Dragoeiro, que fica na Achada de Santo António, um dos maiores bairros da cidade (onde fica também o Parlamento nacional). Comi uma garoupa grelhada.
Tags: ,

  • 1
Ficará para sempre registrada a visão do Bruno enlouquecido correndo pátio à fora no aeroporto do Sal, tentando pegar o boné de uma criança. Os cabo-verdeanos devem ter achado a cena no mínimo insólita...
Confesso que minha primeira visão da Praia, com toda sua africanidade, foi um pouco chocante. "Eis a África" disse Miguel. Mas assim que começamos a caminhar pelo Plateau, conhecer um pouco mais da Praia, a experiência se transformou em maravilhosa. Esta é uma gracinha de cidade, conservada, limpa. E sobretudo simpática e que demanda nosso apreço e paciência. As moças teem uma certa atitude, sobretudo se chegarmos ao restaurante na hora da novela, mas perdoa-se. Este povo é uma simpatia.
Outra visão impagável foi dos soldadinhos exercitando ordem unida em frente ao Palácio Presidencial (o quartel Jaime Mota fica ao lado).

Edited at 2016-04-16 05:56 pm (UTC)

  • 1
?

Log in

No account? Create an account