Previous Entry Share Next Entry
quando a noite cai
rosas
innersmile


Num final de tarde de julho de 1996, um casal dirige-se a uma praia deserta para dar mais condimento ao seu affair extra-matrimonial. Para a coisa ser ainda mais picante, montam uma câmara de vídeo, apontada ao mar, e acabam por filmar inadvertidamente, como segundo plano das suas tórridas aventuras, a explosão de um Boeing 747.

Situando a acção cinco anos depois, no verão fatídico de 2001, Nelson DeMille põe, em Quando A Noite Cai, o ex-detective da polícia John Corey a investigar a teoria da conspiração que rodeia um dos mais conhecidos acidentes aéreos, a explosão do voo 800 da TWA, em frente à costa de Long Island, poucos minutos depois de ter levantado voo do aeroporto JFK, nesse final de tarde de julho.

Já tinha lido um livro, o primeiro, A Ilha do Medo, da série consagrada a este herói. São livros envolventes e divertidos, com uma escrita muito corrida, bons diálogos, capítulos curtos, enfim, the works. Infelizmente, e depois de um arranque intrigante, o livro perde um pouco o fôlego, que volta a ganhar para as cem páginas finais, alucinantes, que se lêem em modo compulsivo. O final, sendo previsível e até inevitável, não deixa mesmo assim de provocar um arrepio no leitor.

  • 1
já tinhas escrito antes sobre este autor.
há uns 20 anos, a minha mãe ofereceu-me uns quantos livros condensados das selecções do RD como presente de anos (não são tão maus, assim, vá...) e este autor está lá, mas com outro título, bem como uns quantos do ken follett, enfim, os que agora se vêem no mercado, já eu os tinha lido (porque, entretanto, fui outros 10 anos assinante só por causa destes livros e tenho p'raí uns 40).

é verdade, li o primeiro há mais ou menos um ano.

lembro-me bem desses livros condensados do Readers. lá em casa não havia, mas a minha prima tem muitos.
durante muitos anos, o meu pai assinou as Selecções, a revista. lembro-me de as ler em miúdo, ainda em Moçambique, e depois já mais recentemente, durante esses anos em que o meu pai tinha sempre uma edição na mesa de cabeceira. Para além de um ou outro artigo, era leitor indefectível das anedotas e das curiosidades :)

  • 1
?

Log in

No account? Create an account