Previous Entry Share Next Entry
o evangelho segundo jesus cristo
rosas
innersmile


Cumprido o projecto de ler um livro de Saramago por ano, desta vez o polémico Evangelho Segundo Jesus Cristo. Não foi o meu livro preferido de Saramago, mas é um livro poderosíssimo, e percebo bem o incómodo da igreja católica, e dos círculos mais conservadores a ela ligados, com esta obra. E não é tanto, parece-me, pelas acusações contidas no romance à violência a que a igreja católica recorreu ao longo da sua história, ou pelos aspectos mais caricaturais do romance, como a relação matrimonial, e carnal, entre Jesus e Maria Madalena.

O romance é muito mais subversivo do que isso - cria um deus à semelhança do pior que o homem tem, caprichoso e vingativo; e cria um homem que se agiganta quando, na hora da sua morte, se rebela, preferindo morrer como rei dos homens do que como filho de deus.

Como acontece sempre, o melhor dos livros de Saramago é o seu narrador, e mais uma vez isso acontece neste livro tão sério, onde o humor e a ironia do autor não deixam de estar presentes (por exemplo, opondo o deserto ao jardim de São Pedro de Alcântara por, ao contrário deste, não ter bancos para as pessoas se sentarem…).

  • 1
O primeiro Saramago (meu) a gente não esquece... :-)

foi este o primeiro Saramago que leste? que estreia brutal. achei o livro poderoso

Foi sim. Em 1999, durante uma das minhas primeiras viagens a trabalho. Fui pro Chile (Santiago) por... 3 semanas. E, lá, aprendi a ler Saramago (do meu jeito: depois de penar muito tentanto avançar os parágrafos, inconscientemente formatando-os a pontuações inexistentes, descobri que bastava ler e ler e ler sem me importar com isso, que o "fluxo" acabava por fazer sentido na cabeça).
Lia nos finais de tarde ou de semana, às margens do rio Mapocho...

é mesmo assim como referes: se 'ouvirmos' na cabeça o fluxo do texto, faz todo o sentido. o que perturba é procurarmos as regras clássicas de organização do texto.
o que leste mais dele?

Devo confessar que não tenho certeza. :-) Faz tanto tempo... Lembro do Ensaio Sobre a Cegueira. Mas houveram pelo menos mais dois. Talvez devesse voltar a eles.

Do Saramago só li "Ensaio sobre a cegueira" livro esse que despertou a minha atenção para os livros, depois segui-se outros.

é dos melhores dele, sem dúvida. aliás, não sendo o meu preferido, acho que o Ensaio Sobre a Cegueira será mesmo o melhor livro dele.

Já li tantos do Saramago. "A Jangada de Pedra", o "Caim", este, o Memorial, "O Homem Duplicado"...

Com esta obra, deu-se uma enorme polémica, salvo erro. O governo de então, cavaquista, vetou o nome de Saramago para um importante prémio literário, levando-o a mudar-se para Espanha.

abraço.

foi sim. um secretário de estado do ministério da cultura vetou a participação da obra num concurso qualquer internacional. o Saramago não perdoou e foi-se embora. o Cavaco também não lhe perdoou e nem sequer esteve presente no funeral do único Nobel português da literatura, e um dos dois únicos de sempre.

Ótimo livro, foi inclusive motivo de um trabalho meu nos meus idos tempos de Princeton estudando teologia....

um bom tema para as nossas conversas de férias :)

  • 1
?

Log in

No account? Create an account